terça-feira, 9 de novembro de 2010

Existe amor de Carnaval, mas...

... A gente só descobre na Quarta-Feira de Cinzas. Ninguém em sã consciência viaja no Carnaval pensando em encontrar o amor da sua vida. Pessoas se apaixonam na folia, mas é difícil saber qual relação acaba na "quarta-feira ingrata" e qual começa de verdade a partir dessa data.
Eu encontrei uma pessoa logo na viagem de ida, o que me deixou bastante confusa. Naquela situação, tudo que eu não queria era arranjar mais um problema. Será que eu deveria investir naquele relacionamento que nascia no sábado de Carnaval ou me permitir viver os outros três dias de folia e pensar nisso depois?
Bem, eu não precisei decidir isso. O cara decidiu por mim. Ele preferiu paquerar à vontade durante os dias de folia. E eu fui viver o Carnaval... Conheci o que Olinda tinha de melhor para me oferecer. Na Quarta-Feira de Cinzas, eu já não lembrava da dor de cotovelo de antes da viagem. E o mais irônico: a paquera de Carnaval virou namoro... Pois num é que a história rendeu, rsrs...

2 comentários:

  1. O inusitado, por vezes, tem mais valor que o esperado.
    =]

    ResponderExcluir
  2. Minha Olinda sem igual, salve o teu carnaval!

    =)

    CARNAVAL PERFEITOOO!

    ResponderExcluir